E-mail: [email protected]   |   Telefone: (41) 99521-8611

Suporte 24/7

Quantos links internos são necessários para um conteúdo? Veja o que um novo estudo trouxe como resultado
8 de junho de 2022

Uma estratégia de link building é vital para qualquer plano sólido de SEO. Isso inclui não apenas links externos para obter mais autoridade, mas também explorar os links internos (e não devemos subestimar as oportunidades disso). 

De fato, um novo estudo feito pela Zyppy, uma empresa focada em soluções de SEO, mostrou como links internos, quando usados corretamente, podem ser uma estratégia bastante poderosa para aumentar o tráfego.  

A maioria dos profissionais de Marketing se concentra mais nos guest posts ou na obtenção de backlinks, que também são estratégias altamente eficazes, embora seja curioso que, de acordo com um estudo do Backlinko, 94% do conteúdo do mundo recebe zero links externos.

Entretanto, a Zyppy mostrou dados que reforçam a importância de trabalhar em suas táticas de links internos como também uma parte essencial para qualquer estratégia de SEO. 

Porém, se você acha que trabalhar com links internos é moleza, pense novamente. Você verá que cuidar de suas URLs não é uma tarefa simples. Basta levar em consideração que 66,5% dos links para sites estão quebrados. Essa é uma luta dos profissionais de SEO e Marketing.

Vamos nos aprofundar nesse estudo para ver que insights podemos obter para suas estratégias?

O estudo

Antes de lançarmos nossas ideias e dicas, é importante entender as características deste estudo e como ele foi feito: 

 Zyppy analisou 23 milhões de links internos em 1.800 websites, representando aproximadamente 520.000 URLs individuais. Em seguida, eles os compararam com os dados do Google Search Console para determinar os cliques de busca para cada URL. A Internet inteira é o lar de 1,6 bilhões de sites. Para esta investigação, eles usaram 23 milhões de links internos. Mesmo sendo uma grande quantidade, ela representa apenas uma pequena parte de toda a web. Este é um estudo de correlação, o que significa que vamos ver como um fator está relacionado a outro. Não é necessariamente científico, mas pode ser muito útil durante o planejamento de sua próxima estratégia. 

As descobertas 

Algo muito interessante de se observar é como funcionam os links internos para estes sites. 

O estudo descobriu que URLs com pelo menos 40-44 links internos receberam 8 cliques, enquanto aqueles com 10 a 14 links recebem apenas 2 cliques de busca no Google. No entanto, esses cliques começam a cair e crescer novamente à medida que adicionamos mais e mais links internos. Basicamente, eles permanecem instáveis. 

Convém ressaltar que a pesquisa não especifica se esses são links únicos no corpo do texto ou links de navegação. Portanto, podemos facilmente assumir que, quando se trata de 40-45 links em uma URL, a maioria deles vem da navegação do próprio site. 

A grande questão é como encontrar um equilíbrio entre links de navegação e links únicos. Aqui é quando a arquitetura da informação e os textos de âncora vêm a desempenhar um grande papel em uma estratégia de links. 

É assim que a pesquisa o sustenta. 

A importância da estrutura do site

Os consumidores hoje em dia têm expectativas mais altas quando se trata da usabilidade da página web. A questão vai além do desenvolvimento do site. O bom SEO também considera a arquitetura do site desde o início do projeto. 

Por isso, é necessário pensar nos links de navegação como algo que vai complementar a arquitetura da informação do site. 

É recomendável pensar na arquitetura da informação como a construção de uma casa: a primeira coisa que você vai ver provavelmente é uma sala de estar, enquanto cada salão bem localizado leva você a outros lugares da casa, como a cozinha ou o quarto. Um site funciona da mesma maneira, buscando usabilidade e experiência.

É assim que você tem que repensar seu link building interno.

Como usar texto âncora

Outro resultado da pesquisa foi a correlação entre variações de texto âncora e cliques do Google. A conclusão foi que não há problema em ter muitas variantes de texto de âncora para uma URL, mas os dados ficam menos confiáveis depois de 25 variações.

Aqui, novamente, os links de navegação desempenham um papel interessante. Por exemplo, você pode ter 500 hyperlinks redirecionando para o mesmo site, mas usando o mesmo texto de âncora, e isso ainda será considerado um bom PageRank. 

A abordagem para texto âncora é escolher as palavras-chave ou variações que você vai ter para aquele conteúdo.

E a mesma pesquisa também mostra alguns dados empolgantes sobre isso. O resultado concluiu que o uso de uma âncora de correspondência exata pode aumentar o clique para aquele conteúdo.  

Por que não topic clusters?

Além dos textos de âncora ou estrutura do site, adicionar topic clusters (grupos de tópicos) à sua estratégia de SEO pode ser bom para seu link building. Isto não somente o ajudará a organizar sua estratégia de links internos, mas também aumentará sua autoridade em tópicos, em vez de apenas palavras-chave.

O segredo disto é que você estará dizendo ao Google que possui experiência em certos assuntos e, além disso, deixará claro para os mecanismos de busca qual página priorizar.

Além disso, organizar seu conteúdo web em grupos (também conhecidos como silos) aumentará o sentido de seu link building interno, dando mais motivos para estarem lá à medida que você os utiliza em seu conteúdo.  

Esteja certo de onde está sua presença digital

Algo que é muito repetido ao longo do estudo é que os resultados não são os mesmos para todos os projetos. As pequenas empresas apresentaram dados diferentes de sites maiores e populares. 

Na verdade, a maioria dos resultados que analisamos aqui, funcionou melhor em sites que já tinham grande tráfego. Lembre-se, isto não é um ultimato para não aplicar estas estratégias. 

No entanto, saber onde está seu projeto no cenário digital é vital para tomar qualquer decisão, não apenas no que diz respeito ao link building, mas no Marketing como um todo. 

E por fim, não se esqueça das boas práticas de link building 

O estudo concluiu com insights mais interessantes, como o impacto da URL livre e do texto de âncora vazia, que não prejudica tanto quando se trata de tráfego. 

Em outras palavras, a pesquisa reforça o fato de que o site é como um ecossistema que você tem que cuidar. Os links internos pertencem a um fator importante em uma estratégia de SEO, assim como os backlinks. 

Portanto, não esqueçamos as outras boas práticas para seus links internos:  

Reparar links quebrados ou redirecionar links.Saber quais páginas são mais relevantes para seu domínioLimpar ou otimizar as páginas que não são importantes para seu site.

Qualquer estratégia de Marketing precisa ser diversificada, você não pode esperar que seu negócio cresça se apenas prestar atenção a um fator. Ter um foco equilibrado em SEO, links, conteúdo, entre outros pontos, resultará em uma estratégia campeã. 

The post Quantos links internos são necessários para um conteúdo? Veja o que um novo estudo trouxe como resultado appeared first on Rock Content – BR.

Fonte do artigo:

Rock Content – BR

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Leia Também

Postagens relacionadas em nosso Blog sobre Design, SEO, Marketing e Tecnologia.