E-mail: [email protected]   |   Telefone: (41) 99521-8611

Suporte 24/7

Como a Rede de Talentos Global da Rock Content criou uma história interativa para PlayStation a pedido da OMPI
28 de dezembro de 2021

No final de 2019, a Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) entrou em contato com a Rock Content para aumentar o reconhecimento da marca na América do Norte.

Isso aconteceu no início de uma pandemia crescente, que obrigou empresas e funcionários a reavaliarem suas políticas de trabalho remoto — com países como Austrália, França e Reino Unido tendo cerca de 47% de sua população trabalhando remotamente.

As costumeiras reuniões presenciais e sessões de brainstorming para grandes projetos vinham sendo cada vez mais substituídas por teleconferências — com exceção daqueles que já viviam essa realidade de poder trabalhar de casa.

Essa já era nossa realidade na Rock Content. Como uma empresa global, com equipes distribuídas em 17 países, temos elaborado projetos complexos de conteúdo para muitos dos nossos clientes empresariais remotamente.

Tivemos anos de experiência alavancando nossa Rede Global de Talentos altamente conceituada, assim como nossas volumosas produções, de forma qualitativa.

Liz Vickers, gerente sênior de talentos da Rock Content — que acredita firmemente no poder do talento remoto — disse-me, em uma de nossas conversas, que “os freelancers permitem às empresas serem ágeis, se adaptarem às necessidades do mercado em tempo real e aproveitarem oportunidades de crescimento que, de outra forma, poderiam ser difíceis de alcançar”.

Esse novo desafio que a OMPI nos trouxe era familiar. Estávamos confortáveis e prontos para encará-lo com nosso modo de trabalho global e remoto. A intenção deles era criar uma história digital que delineasse como as leis de Propriedade Intelectual (PI) moldaram o primeiro console PlayStation lançado no Japão, em 1994.

A equipe da OMPI queria algo único, novo e visualmente marcante. Sendo eu mesmo um jogador, fiquei naturalmente entusiasmado com o desafio e a oportunidade de trabalhar de perto com a equipe da OMPI, e aproveitar os recursos visuais aprovados por várias empresas lendárias de jogos, como a Eidos e a Square Enix.

Como produtor, eu queria ter a certeza de reunir a melhor equipe possível para ajudar a OMPI a atingir seus objetivos.

A equipe 

Depois de idealizar a abordagem geral e a estrutura da história digital em parallax, pensei que poderíamos usar um estilo mais criativo, e convidei o meu colega de anos, Nick Vaka, nosso próprio apresentador do Rock Tonight (sim, ele é o anfitrião do Rock Tonight). Se você ainda não viu, deveria ir lá agora mesmo — e voltar aqui mais tarde, é claro!

Nick reside na Virgínia, EUA, e sendo um animador, produtor e diretor criativo experiente, ele mesmo montou uma colagem de imagens que inspirariam a experiência. Os conceitos do “Neo Tokyo” foram apresentados à gerente do programa, Donna Hill, que estava à frente do projeto ao lado da OMPI.

A Rede Global de Talentos Rock Content executou a edição de conteúdos, ilustração, web design e desenvolvimento de front-end para a experiência. Livia Giorgini (Brasil) gerenciou o projeto através da Visually, a plataforma na nuvem da Rock, para colaboração durante as produções.

O conteúdo foi baseado em um artigo de 10.000 palavras escrito e pesquisado pelo lendário David Greenspan, autor de “Mastering The Game: Business and Legal Issues for Video Game Developers”.

Com mais de 25 anos de experiência trabalhando em negócios e assuntos legais para algumas das mais importantes produtoras de videogames, David era excepcionalmente qualificado para contar a história de como a PI do PlayStation foi estabelecida.

Jorge Ignacio Castillo (Vancouver, British Columbia) colaborou com Donna e David para adaptar o conteúdo para uma história digital. Esse foi um grande desafio, visto que o artigo original de David era extremamente rico em fatos e cheio de informações relevantes.

Isso acabou abrindo o caminho para que a magia acontecesse na parte visual, e para que pudéssemos partir para o design e o desenvolvimento. 

Lisa Eyo (Londres, Reino Unido) foi encarregada de fazer com que a direção e a visão criativa original ganhassem vida. Projetando suas próprias ilustrações maravilhosas e aproveitando recursos aprovados pelas empresas de jogos com as quais Donna trabalhou, ela conseguiu entregar uma paisagem de Neo Tokyo atraente, que se estende por 30 telas de animação parallax/CSS. 

O desenvolvimento do front-end foi executado por BrainyYack (Toronto, Canadá), que trabalhou nas animações CSS, SVG e JavaScript, dando vida à paisagem de Neo Tokyo com uma barragem de luzes cintilantes, meteoros, lançamentos de foguetes, espadas de samurai que balançam e muito mais.

Essa talentosa equipe aproveitou as seguintes fontes e estruturas: 

HTML5;JavaScript;SCSS para a versão compilada do CSS;biblioteca de swiper para efeitos de rolagem e navegação de direção horizontal;biblioteca de telas para trocar para o modo tela cheia;biblioteca de navegadores para detectar e aplicar configurações específicas, dependendo de cada navegador (Safari, Chrome, Firefox e IE).

Após uma extensa colaboração com a OMPI — trabalhando nos ajustes de cópia e design, pesquisa e aprovação de ativos — e um ciclo de desenvolvimento, a experiência está disponível e pronta para ser vista aqui.

Esforço colaborativo que traz resultados

Confira o que Donna Hill, da OMPI, disse sobre sua experiência de colaboração com a Rock Content:

“A Rock Content obviamente é demais! A equipe com quem trabalhamos para desenvolver a primeira de uma série de iniciativas da Organização Mundial da Propriedade Intelectual (OMPI) na criação de histórias digitais interativas para um público mundial foi excepcional. A equipe ouviu pacientemente nossas explicações sobre o que queríamos alcançar e, quando tínhamos dúvidas, eles fizeram o possível para garantir que atingíssemos nosso objetivo principal, que era alcançar um público que não tem conhecimento de PI e quer aprender mais. Desejamos que a Rock Content continue sendo bem-sucedida em seus esforços!” — Donna Hill, Gerente de Programas da OMPI.

Como você pôde ver, a experiência interativa foi bem recebida no primeiro dia de seu lançamento e está bem encaminhada para ajudar a OMPI a atingir seus objetivos. As redes de talentos têm o potencial de alcançar grandes coisas, e esse é apenas um de muitos exemplos. 

Além disso, o poder de conectar diferentes culturas e idiomas pode trazer resultados surpreendentes e criativos. Reunimos profissionais dos Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Brasil. Eles estavam trabalhando remotamente, mas estavam sincronizados. Essa é a beleza da tecnologia e da colaboração na qual a Rock Content acredita e abraça. 

Let’s rock!

The post Como a Rede de Talentos Global da Rock Content criou uma história interativa para PlayStation a pedido da OMPI appeared first on Rock Content – BR.

Fonte do artigo:

Rock Content – BR

Leia o artigo original clicando no link abaixo:

Read More

Leia Também

Postagens relacionadas em nosso Blog sobre Design, SEO, Marketing e Tecnologia.